Viajar, uma aprendizagem constante

Sem dúvida que as viagens nos fazem ver mais além que sítios e atrações. A forma como se vive pode ser a maior beleza, então quando é de uma forma simples e descontraída dá até uma certa inveja. Quando viajei para a Indonésia, reparei que o medo relativamente a furtos e assaltos era relativizado. Os locais e os próprios turistas não tinham grandes cuidados quanto à prevenção de furtos e assaltos. Facilmente se deixava uma mochila na areia durante algum tempo e sem grande vigilância. E ali continuava. Claro que, os furtos e assaltos podem acontecer, mas a verdade é que são pouco frequentes.

Comparativamente, quando visitei Barcelona, na “evoluída Europa”, senti algum receio, os olhos estavam sempre alerta e tenho amigos a quem lhes levaram quase tudo num piscar de olhos.

Em conversa com um Balinês sobre este assunto, explicou-me que eles acreditam que se forem boas pessoas nesta vida e realizarem boas ações, noutra vida terão uma vida melhor, pois acreditam na reencarnação.

Isto fez-me pensar, e muito, sobre o quão era maravilhoso se todos moldássemos o nosso dia-a-dia com este pensamento, não só por pensar na “próxima vida” (há quem não acredite), mas sim pela que vivemos neste momento.

Ouvimos tanta coisa, lemos tanta coisa. Não há nada como irmos, sentirmos e vermos com os próprios olhos. Cria a tua própria experiência através da @Momondo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s