Tromsø: dicas de viagem “acima do círculo polar ártico” na capital da aurora boreal

Na pequena ilha de Tromsøya rodeada por fiordes e montanhas, encontramos Tromsø, a maior cidade do norte da Noruega, localizada a 350km acima do círculo polar ártico, sendo este uma linha imaginária que delimita o Ártico, região formada maioritariamente pelo oceano ártico incluindo o polo norte e parte de alguns países (como o norte da Noruega).

Embora não seja uma cidade muito conhecida, Tromsø é um grande centro cultural, uma cidade dinâmica, repleta de ruas charmosas e coloridas, paisagens majestosas e abençoada por alguns dos mais incríveis fenómenos da natureza: o sol da meia-noite, a noite polar e a aurora boreal.

E é precisamente a aurora boreal que mais atrai turistas a esta cidade, pois Tromsø é uma das melhores cidades do mundo para assistir a este fenómeno sendo, por isso, considerada a capital da Aurora Boreal.

Tromsø está ainda inserida na lapónia Norueguesa, região habitada pelo povo Sami um dos maiores grupos nativos da Europa que habitam as zonas florestais e montanhosas e zonas costeiras e geladas. Aqui também poderá viver uma experiência dentro da cultura Sami.

A visita a Tromsø é uma bela porta de entrada para o Ártico de forma a experienciar a forma de vida desta região e combina na perfeição a natureza pura com um estilo de vida urbano.

Esta cidade preocupa-se em oferecer boas experiências aos turistas, mas sempre com base no eco-turismo no sentido de preservar o meio ambiente, a natureza e a sua cultura. Um destino que trabalha constantemente para reduzir o impacto negativo do turismo e que lhe dá nomeação para o certificado de Destino Sustentável.

Aqui ficam todas as dicas para visitar Tromsø que incluem a melhor época para a visita, as atividades mais recomendadas, como chegar, os transportes, onde ficar hospedado e como economizar na alimentação.


Quando visitar Tromsø

Assim como em todo o norte da Noruega, também em Tromsø as luzes assumem um papel fundamental e podem influenciar a época escolhida para a viagem. Sendo assim, não há época ideal para visitar esta cidade, apenas tem que perceber que a sua escolha vai depender do principal objetivo da sua viagem:

  • visitar Tromsø na época em que os voos estão mais baratos;
  • visitar Tromsø no inverno, época em que tem muita neve;
  • visitar Tromsø na primavera/verão/outono em que as temperaturas não são tão baixas como no inverno;
  • visitar Tromsø durante a época em que ocorre a noite polar,
  • visitar Tromsø durante a época em que ocorre o sol da meia-noite;
  • visitar Tromsø durante a época em que ocorrem as auroras boreais (época mais concorrida).

É a norte (acima) do círculo polar ártico que as temperaturas mantêm-se baixas durante todo o ano e as noites no inverno e os dias no verão podem durar até 24horas.

Pôr-do-sol em Tromsø. No inverno o sol nunca atinge o ponto mais alto.

Em Tromsø, a noite polar dura mais ou menos 2 meses (dezembro e janeiro), época em que o último pôr-do-sol ocorre no final de Novembro e o sol só volta a nascer no final de Janeiro, ou seja, durante 24horas será praticamente noite, sendo as noites frias mas não muito escuras.

No verão, ocorre o inverso, fenómeno conhecido como o sol da meia-noite (entre o final de maio e agosto) em que as noites de verão são claras e o céu ganha uma luz amarelo-avermelhado. No auge desta estação, durante um mês o sol nunca de põe, havendo luz solar durante 24horas. Sem dúvida que será a época que mais permite explorar a cidade. A temperatura média máxima só ronda os 15ºC durante o Verão.

Em Setembro as temperaturas começam a descer e em novembro surgem os primeiros nevões, muito frequentes nesta cidade que é conhecida por ter muita neve durante o inverno. Nesta estação, as temperaturas negativas podem influenciar na visita à cidade, mas considero que não é o frio que é inadequado, as roupas é que poderão ser inadequadas.

A nossa visita a Tromsø ocorreu no final de fevereiro de 2020, ainda inverno, em que apanhámos nevões e temperaturas negativas. Contudo, o frio foi suportável, não estragou a nossa visita à cidade e conseguimos cumprir os nossos objetivos pois levamos roupa térmica adequada. Isso exigiu algum investimento económico mas conseguimos preços bem baratos na Decathlon. Aqui ficam os links da roupa térmica que comprámos, para utilizar junto à pele e por baixo de outras camadas de roupa o que sem dúvida fez toda a diferença:

Na primavera (abril a junho) o clima fica mais seco, a neve começa a descongelar e o branco da neve transformar-se em verde, as temperaturas sobem ligeiramente e o ambiente favorece a visita à cidade.

Esquecendo as estações do ano, se um dos objetivos da sua viagem é ver auroras boreais, então terá que visitar Tromsø na época em que as luzes do norte (nome pela qual também são conhecidas) dançam no céu. E a melhor época para ver uma aurora boreal é entre setembro e o final de março. Contudo, este fenómeno é muito complexo e para aumentar a hipótese de ver uma aurora boreal é preciso ter em consideração outros fatores que serão explicados mais à frente junto com algumas dicas que podem ajudar bastante.


O que fazer em Tromsø

Dependendo da época em que se visita a cidade e apesar de ser pequena, há muitas atividades em Tromsø. Contudo, é durante o inverno que esta cidade tem mais a oferecer e ver uma aurora boreal é a atividade mais procurada pelos turistas e até pela própria população local.

Com uma localização privilegiada, Tromsø está cercado por áreas de natureza intocada, o cenário ideal para os amantes da natureza que podem aqui encontrar um excelente motivo para visitar esta cidade.

Com base na nossa viagem de 3 dias em época de inverno, estas são as minhas sugestões de atividades a partir do centro da cidade e dos locais a visitar em Tromsø.

1.Caçar uma Aurora Boreal

Entre setembro e o final de março, no norte da Noruega, o céu noturno tem um período muito mais alargado (principalmente durante a noite polar) e frequentemente as auroras boreais dançam no céu sendo por isso conhecidas como as luzes do norte (northern lights).

Como já referi anteriormente, caçar uma aurora boreal é a atividade mais concorrida em Tromsø, famosa por ser um ponto de observação quase garantido pois esta cidade está situada no meio da aurora oval, a única área onde surge a aurora boreal, sendo que é no meio que há maior atividade.

Há uma escala (de 0 a 10) que mede a atividade das auroras boreais e traduz a probabilidade destas aparecerem, em que 0 corresponde a uma probabilidade nula (não há atividade) e 10 a uma forte probabilidade (atividade máxima).

Tromsø torna-se então ainda mais especial pois mesmo com uma atividade de 1 as auroras já são visíveis no céu, logo as hipóteses são muito boas.

Nas redondezas de Tromsø, as auroras boreais iluminam o céu noturno em forma de faixas de luz verde, azul e/ou violeta sendo esta região com muitas ilhas, fiordes profundos e íngremes montanhas um dos locais mais bonitos e interessantes para ver a aurora boreal.

Mas porquê comparar esta atividade a uma caça? Porque é isso mesmo o que aconselho, caso a sua estadia seja curta. Que seja feita uma caça à aurora boreal, uma procura e que não se limite a esperar que ela apareça através da janela do seu alojamento em que a probabilidade é reduzida e é preciso ter mesmo muita sorte.

Sendo um fenómeno natural, a aurora boreal é imprevisível e mutável e saber quando e onde poderá ser complicado.

Além dos fatores temporais intrínsecos a este fenómeno da natureza, para conseguir ver uma aurora boreal é necessário conhecimento profundo e paciência. E foi pela falta deste conhecimento que não pensamos duas vezes em fazer a nossa caça à aurora acompanhados de profissionais experientes nesta área. Por isso, através do site Get Your Guide, reservámos esta atividade realizada com a empresa Artic Guide Service.

O ponto de encontro desta excursão é no centro de Tromsø, por volta das 19horas, com uma duração prevista de 7horas em que nos afastamos das luzes da cidade. Se o céu noturno estiver limpo e a previsão de ocorrência forte talvez não seja necessário ir muito longe para ver uma aurora boreal, caso contrário os guias vão conduzir em direção ao local mais favorável sendo, por vezes, necessária uma viagem de 1 ou 2 horas.

Num futuro artigo exclusivo sobre a aurora boreal irei explicar os dois tipos de atividade em Tromsø para ver uma aurora boreal e qual a mais aconselhada, as dicas que utilizei para aumentar as nossas hipóteses, como fotografar uma aurora boreal e falarei sobre a nossa experiência.

Sem dúvida que, de todos os fenómenos naturais, ver uma aurora boreal poderá ser uma das experiências mais fascinantes, uma dança mágica que parece tão próxima mas que é infinitamente intocável.

2. Conviver com o Povo Sami e as suas renas

Em Tromsø também terá a oportunidade de contactar com uma cultura diferente. O povo Sami, que em tempos viveu uma vida completamente nómada, ainda habita nesta região e mantém as suas tradições ancestrais.

Inserida na lapónia norueguesa, região habitada pelos lapões (povo Sami), nas redondezas de Tromsø ainda existem algumas famílias Sami que mantêm as suas comunidades nas zonas montanhosas, florestais e costeiras.

Apesar de terem que se adaptar a algumas das regras impostas pelo governo no seu presente dia-a-dia, os Sami preocupam-se em manter vivas as tradições e cultura dos seus antepassados sendo a natureza a sua principal prioridade. Conhecidos por serem criadores e protetores de Renas são os únicos que estão autorizados na Noruega.

O seu estilo de vida tem grande influência sobre a roupa, a comida e a arte no norte da Noruega e ao entrar numa das suas comunidades vai conseguir perceber melhor o seu estilo de vida.

A partir do centro de Tromsø, existem várias excursões que permitem entrar numa comunidade Sami e foi algo que não quisemos perder. Reservamos a excursão antecipadamente através do site Get Your Guide, a qual foi realizada pela empresa Tromsø Artic Reindeer.

Entrámos no recinto desta comunidade, numa zona montanhosa e mais gélida, onde nos reunimos com alguns elementos desta família Sami, ouvimos as suas histórias à volta da fogueira, aprendemos sobre as renas, ouvimos a sua música tradicional, provamos o seu prato típico e convivemos durante algum tempo com o seu rebanho de renas, alimentando-as e finalizando a visita com um passeio de trenó.

Uma atividade que reflete a história e a herança cultural desta região. Num próximo artigo irei falar mais detalhadamente sobre esta experiência.

3. Visitar a Catedral do Ártico

No horizonte da cidade destaca-se um dos seus monumentos mais bonitos, a Catedral do Ártico que domina pela sua característica forma em bico com elevados vitrais e que tanto desperta curiosidade nos visitantes.

Formalmente conhecida como a igreja de Tromsdalen (Tromsdalen kirke), foi construída em 1965, num tom branco inspirado no gelo do Ártico e a sua forma lembra-nos a letra A que nos remete para o Ártico e, por isso, ficou mais conhecida como a Catedral do Ártico (Ishavskatedralen).

A entrada para visitar a catedral tem um custo de 50NOK (+/-4,50€) e esta também recebe concertos de música cujos preços rondam os 200NOK (+/-17€). Mais informações sobre horários e concertos no site oficial.

Localizada no lado este da cidade (fora do centro), surge logo a seguir à ponte sobre o rio. Desde o centro de Tromsø, a caminhada até à catedral não é curta, mas também não é exigente.

A ponte sobre o rio tem uma faixa pedonal de cada lado o que permite atravessar a pé para o lado este da cidade, onde nasce o sol atrás da montanha. Uma caminhada muito agradável que nos dá outras perspectivas da cidade. Outra opção é o autocarro urbano 26 com paragem perto da catedral.

Vista de Tromsdalen (lado este) ao nascer do sol, desde o alojamento . Destaca-se a catedral do Ártico e o topo da montanha até onde nos leva o teleférico (Fjellheisen)

4. Subir à montanha de teleférico (Fjellheisen)

Caso se encontre no lado este da cidade, a partir da Catedral do Ártico, basta caminhar 900metros até à entrada do teleférico (Fjellheisen) que o levará até ao topo da montanha Storsteinen, o ponto mais alto de Tromsø, a 421metros acima do nível do mar.

Uma vista panorâmica única sobre a ilha com a cidade rodeada de montanhas e fiordes que compõem uma paisagem incrível. O teleférico funciona entre as 10h e as 23h (ou até à meia-noite no verão), parte a cada meia hora numa viagem que dura cerca de 4minutos e o bilhete de ida e volta custa 230NOK (+/-20€).

Com um terraço ao ar livre é um ótimo local para contemplar o cenário mágico do Ártico com o manto branco que cobre as casas coloridas (no inverno) ou observar o sol da meia-noite (no verão).

No topo da montanha, no inverno as temperaturas baixas associadas a um vento nórdico podem tornar o frio “congelante”. Quando o vento é muito forte o teleférico fecha, assim como o restaurante que existe no topo.

O autocarro urbano 26 também tem uma paragem próxima da entrada do teleférico.

5. Percorrer o centro de Tromso

O centro histórico de Tromsø é muito charmoso e tipicamente norueguês, repleto de ruas coloridas e pitorescas nas quais se destacam as suas casas de madeira centenárias. No primeiro contacto, poderá achar que as ruas formam um pequeno labirinto, mas com o tempo acaba por orientar-se a pé muito bem. O ambiente é muito agradável e seguro.

Estes foram os locais que mais se destacaram e que não deve perder:

Bairro dos pescadores – mesmo ao lado do porto de barcos. A cidade de Tromsø foi formada por famílias de pescadores de origem viking. Este local é conhecido como o bairro dos pescadores pois ainda preserva os antigos armazéns dos pescadores que agora foram recuperados e transformados em alojamentos e restaurantes. Uma das zonas mais típicas da cidade que nos remete para as vilas piscatórias da Noruega.

6. Visitar o Museu Polar (Polarmuseet)

Museu universitário situado num armazém de 1830, em frente ao mar. Tromsø foi a base de muitas expedições polares e, por isso, ficou conhecida como a “porta para o Ártico”. Neste museu encontrará exposições culturais e arqueológicas sobre esta região que aprofundam a vida no Ártico e preservam e transmitem as histórias destas expedições e caça no Ártico (armadilhas de inverno, caçadores famosos, instrumentos, etc…).


Além destas sugestões, há ainda outras atividades muito populares, mas que não fizemos ou por falta de tempo ou porque eram muito caras e já não “cabiam” no orçamento da viagem, tais como:

7. passeio de barco para observação de baleias (esta observação não é garantida);

8. passeio de barco pelos fiordes;

9. passeio de barco por Tromsø;

10. esquiar na pista de neve Tromsø Alpinpark.


Como chegar a Tromsø

A forma mais comum de chegar à cidade de Tromsø é de avião. Além de uma viagem de carro também poderá chegar de barco ou autocarro. Apesar de a Noruega não ser um país extremamente grande em dimensão, é um dos países mais compridos do mundo, o que significa que, caso o seu ponto de partida seja, por exemplo, a capital (Oslo) que fica no sul do país, chegar ao norte através de carro ou autocarro não será tarefa fácil pois a duração da viagem ronda as 24horas. A partir das zonas costeiras, uma viagem de barco desde o sul do país (Bergen) até Tromsø poderá durar entre 2 a 3 dias.

Na nossa viagem à Noruega, como aproveitámos para conhecer primeiro Oslo, a forma mais rápida de chegar a Tromsø foi de avião e talvez seja mesmo a mais recomendada para economizar tempo. O voo Oslo-Tromsø foi realizado pela companhia aérea Norwegian e custou 53€ (duração de 1h50min). Com uma boa pesquisa e estando atento poderá encontrar preços bem acessíveis e que compensam muito em tempo de viagem. São poucas as cidades da Europa com voos diretos para Tromsø (Londres, Frankfurt, Copenhaga e Estocolmo).

Do aeroporto de Tromsø para o centro

Aeroporto de Tromsø-Langnes

O aeroporto de Tromsø-Langnes está localizado a 5km do centro da cidade e para chegar no centro da cidade tem as seguintes opções:

  • autocarros nº 24, 40 e 42 – na saída do aeroporto, depois de atravessar o parque de estacionamento coberto (subterrâneo) vai encontrar a paragem de autocarros; o bilhete pode ser comprado no autocarro apenas em numerário e na moeda norueguesa (NOK), também poderá comprar nas máquinas eletrónicas que há na paragem do aeroporto, mas saiba que as paragens do centro da cidade não têm estas máquinas e no inverno elas congelam muito facilmente, por isso, é melhor ter dinheiro consigo; o bilhete custa 60NOK/trajeto (+/-5,30€); a viagem até ao centro é de 15min; há autocarros a cada 20min;
  • Flybus 903 e 904 (expresso do aeroporto) – são os autocarros vermelhos que saem mesmo em frente à porta de saída do aeroporto; os bilhetes são vendidos numa máquina eletrónica dentro do aeroporto ou comprados diretamente no autocarro; o bilhete custa 90NOK (+/-8€) por trajeto; há autocarros a cada 30min; a viagem dura cerca de 15min;
  • táxi – há uma pequena praça de táxis logo na saída do aeroporto; a viagem dura cerca de 8min; o preço ronda os 20€ durante a semana (o preço aumenta à noite e ao fim-de-semana).

A escolha do autocarro deverá ter em conta a localização do alojamento. Como o autocarro 42 tinha uma paragem a pouquíssimos metros do nosso alojamento, optámos por esse autocarro e esta informação foi conseguida através do alojamento.


Transportes em Tromsø

Os autocarros urbanos circulam dentro da cidade de Tromsø desde manhã até à noite. Os bilhetes podem ser comprados dentro do autocarro, mas apenas em numerário e na moeda norueguesa (NOK). Há ainda alguns pontos de venda espalhados pela cidade (quiosques, praça principal, balcão de informação,..). Um bilhete simples custa 50NOK (+/-4,50€) e o bilhete para 24horas custa 100NOK. Para mais informações sobre preços e horários consultar no site oficial.

Durante a nossa visita a Tromsø, apenas utilizamos o autocarro urbano do aeroporto para o centro e do centro para o aeroporto. De resto, o centro da cidade foi visitado a pé, assim como as suas principais atrações. O centro de Tromsø é pequeno e, por isso, facilmente percorrido a pé desde que não tenha nenhuma limitação e claro, isto depende sempre da localização do seu alojamento e da sua disposição para caminhar.

Não há nada melhor do que ter um carro na mão e conseguir percorrer as paisagens maravilhosas que rodeiam o centro de Tromsø. No entanto, caso opte por alugar um carro tenha em consideração a época do ano em que ocorrerá a visita pois no inverno há muita neve, nevões frequentes e conduzir nestas condições poderá ser arriscado ou trazer-lhe alguns problemas. O aluguer por si só já não é barato e ainda deverá acrescentar um seguro o que torna esta opção um pouco dispendiosa. Desaconselhados por outros viajantes, optámos por não o fazer.


Alojamento em Tromsø

Vista do nosso apartamento

É aqui que reside um dos pontos fracos da viagem. Tromsø é uma cidade cara no geral, mas no alojamento abusa e o incrível é a facilidade com que estes esgotam. Quanto mais cedo reservar o alojamento maior a probabilidade de conseguir um preço que corresponda a um bom alojamento, todavia, puxa sempre para o caro.

Apesar de haver vários tipos de alojamento, os preços mais baixos correspondem a quartos em casas/pensões com wc partilhado e isto não significa que o preço seja barato.

Reservei o nosso alojamento com 4 meses de antecedência e encontrar algo que nos agradasse não foi tarefa fácil. Depois de muita pesquisa, como éramos 4 adultos, optámos por reservar um apartamento Luxury Downtown apartments – ap 301 e foi a melhor opção da viagem pois compensou.

Além de conseguirmos um preço mais em conta que o normal (90€/noite por casal, o que já não é nada barato), a localização deste apartamento é fantástica, muito próxima do centro da cidade e com vista privilegiada para o rio, catedral do Ártico e para a montanha. O apartamento é completamente novo, com chão aquecido e muito bem equipado, embora o edifício por fora tenha um aspecto enferrujado. Proporcionou-nos um descanso de qualidade. Este alojamento é recente e, infelizmente, a tendência será para aumentar os seus preços.

Outra opção, é o Tromsø Lodge & Camping, onde poderá encontrar um ambiente mais alpino pois é composto por cabanas de montanha individuais (chalés). Os preços da cabana mais económica rondam os 80€/noite para duas pessoas. Além de estar quase sempre esgotado, uma desvantagem é que fica muito distanciado do centro de Tromsø (3km).


Alimentação em Tromsø (como economizar)

A alimentação poderá tornar uma viagem mais cara ou então ajudar a equilibrar os gastos pretendidos, tudo depende das suas opções. A Noruega é um país com um custo de vida bem alto, logo Tromsø não é exceção e no que toca a alimentação as refeições ficam muito caras.

De acordo com um dos princípios desta viagem (apertar o orçamento), aqui ficam algumas dicas para conseguir economizar na alimentação:

  • levar na mala algumas refeições pré-confecionadas (por exemplo as massas instantâneas “Pasta Pot” às quais só necessita juntar água quente);
  • levar alguns snacks na mala para os lanches;
  • caso o seu alojamento lhe permita confecionar algumas refeições, poderá comprar produtos no supermercado Kiwi Fredrik Langes Gate, perto da igreja de Tromsø. Os preços não são baratos, mas também não são extremamente caros;
  • no centro da cidade há um 7-eleven onde encontrará refeições rápidas e a preços mais acessíveis (pizzas, cachorros, empadas, massas frias, saladas, etc…).  7-eleven é uma cadeia de “lojas” da qual sou fã, que existe em vários países do mundo onde encontrará refeições rápidas, bebidas quentes e frias, pastelaria e padaria, snacks, entre outros e a preços acessíveis.

Quem acompanhou esta viagem pelo meu instagram (nos stories e fotos publicadas), facilmente percebeu o quanto adorei Tromsø. Foi realmente uma cidade que me proporcionou experiências incríveis além de ser encantadora. Ficou na lista dos destinos que eu repetia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s